Skip to main content

e-gov

Pesquisa

 

Grupo de Estudos em Psicolinguística Experimental (GEPEX) 

 
Líder: Eduardo Kenedy
 
O Grupo tem como objetivo pesquisar a linguagem humana na perspectiva da Psicolinguística, investigando os processos mentais relacionados à compreensão e à produção de linguagem em adultos. Além disso, investiga fenômenos linguísticos relacionados ao processamento da linguagem executado por sujeitos portadores de transtornos ou distúrbios de linguagem, como dislexia, TDAH, agramatismo etc. O Grupo possui um laboratório que apresenta um caráter inovador no que se refere à região leste fluminense, por se tratar do primeiro grupo de pesquisa na UFF a estudar o processamento linguístico a partir de uma metodologia tanto off-line, quanto on-line.
 
Para mais informações sobre o GEPEX no Diretório de Grupo de Pesquisa do CNPq, clique aqui.
 
 

Grupo Interinstitucional de Estudos de Linguagem: usos, contatos e fronteiras (GIEL)

 
Líder: Maria Jussara Abraçado 
 
O presente grupo busca reunir e incentivar projetos de pesquisa que abordem questões afetas à língua(gem), no que diz respeito ao seu funcionamento em situações e condições diversas de uso e de interação. Busca, ainda, estabelecer discussão acerca de modelos teórico-metodológicos diferentes, visando melhor entender e/ou descrever os fenômenos linguísticos investigados. Paralelamente, propõe-se a promover simpósios, cursos, palestras e publicações que divulguem os trabalhos realizados por seus membros e respectivos orientandos. No âmbito deste grupo, desenvolvem-se pesquisas concernentes a descrição linguística; usos linguísticos, cognição e gramática; processos interculturais, linguísticos e identitários.
 
Para mais informações sobre o GIEL no Diretório de Grupo de Pesquisa do CNPq, clique aqui.

 

Grupo de Pesquisa em Semióitca e Discurso (SeDi)

 
Líder: Lucia Teixeira
 
Pesquisadores do GCL: Lucia Teixeira, Renata Mancini e Silvia Maria de Sousa
 
 
O SeDi (Grupo de Pesquisa em Semiótica e Discurso, certificado pelo Diretório Nacional de Grupos de Pesquisa do CNPq, está sediado na Universidade Federal Fluminense e conta com pesquisadores de quatro universidades federais (UFF, UFRJ, UNIRIO, UFT), além de estudantes de doutorado, mestrado e iniciação científica das áreas de Letras e Comunicação Social. Com o objetivo de contribuir para a avanço das pesquisas teóricas, metodológicas e analíticas em Semiótica, o SeDi promove encontros e discussões que têm gerado dissertações de mestrado, teses de doutorado, artigos publicados em periódicos científicos nacionais e estrangeiros, livros e capítulos de livros, além de apresentações em eventos científicos.
 
As pesquisas mais recentes do SeDi desenvolvem-se em torno do tema das relações entre linguagens, presentes tanto na articulação entre textos de materialidades diferentes (pintura e crítica de arte; artes visuais e poesia; artes plásticas e depoimentos, entrevistas etc) quanto em textos sincréticos, aqueles em que várias linguagens de manifestação constituem uma unidade de sentido (programas de televisão, filmes, peças publicitárias, jornais, revistas, videoclipes etc).
 
Para mais informações sobre o SeDi no Diretório de Grupo de Pesquisa do CNPq, clique aqui.
 

Grupo de Teoria do Discurso

Laboratório Arquivos do Sujeito (LAS)

 
Líder: Bethania Mariani
 
Pesquisadores do GCL: Bethania Mariani, Vanise Medeiros, Silmara dela Silva.
 
 
O Laboratório Arquivos do Sujeito – LAS – foi fundado por professores do Departamento de Ciências da Linguagem da UFF e é constituído pelo GTDIS, Grupo de Teoria do Discurso (grupo formado por pesquisadores de várias instituições universitárias brasileiras) e, também, por doutorandos, mestrandos e graduandos em iniciação científica.
 
O LAS tem como objetivo depreender, discutir e analisar a subjetividade em suas mais diversas materialidades textuais, orais, visuais e digitais. Para tanto, visa a construir um arquivo digital sobre o sujeito na contemporaneidade que possa servir de base de estudos e pesquisa tanto para os pesquisadores do próprio Laboratório, como para demais interessados em partilhar discussões nessa temática.
 
Para mais informações sobre o Grupo de Teoria do Discurso, ao qual o LAS pertence, no Diretório de Grupo de Pesquisa do CNPq, clique aqui.
 

Laboratório de Ecdótica (LABEC)

 
Líder: Ceila Ferreira Martins
 
 
 
O Laboratório de Ecdótica (LABEC) é um espaço destinado à realização de edições com estudos críticos que deverão contemplar vários aspectos do texto, principalmente os estudos filológicos.
 
Os estudos filológicos podem ser entendidos como todos os esforços para se fixar, interpretar, comentar, divulgar, ou seja, aproximar um texto, seja ele literário ou não, de seu autor ou autora e de seus leitores.
 
É uma das maneiras mais eficientes de possibilitar o maior entendimento da palavra escrita em um determinado espaço temporal por um público receptor localizado em outro espaço de tempo.
 
Por estudos filológicos também podem ser entendidos os estudos relacionados à transmissão e à gênese de uma determinada obra. 
 
Para mais informações sobre o LABEC no Diretório de Grupo de Pesquisa do CNPq, clique aqui.
 

Laboratório da Imagem e do Som (LIS)

 
Coordenação Geral: Adalberto Müller
 
 
O Laboratório de Imagem e Som é um projeto de inovação científico-tecnológica na área de Letras, criado graças ao apoio obtido junto ao CNPq, através do Edital n. 03/2007 MCT/CNPq, e complementado através do Edital APQ1/2010 da FAPERJ. O LISUFF é um centro de pesquisa em  Linguagens, Literatura e Mídias,  e desenvolve produção e divulgação de pequenos documentários e programas em áudio e vídeo digital sobre as atividades e pesquisas de Linguagem e Literatura. Além disso, o Laboratório de Imagem e Som atua como um centro cultural, através do Cineclube Lumière, que tem por objetivo realizar sessões e mostras de filmes relevantes para a comunidade acadêmica da UFF.
 

Pensamento teórico-crítico sobre o contemporâneo

 
Líderes: Diana Irene Klinger e Celia Moraes do Rego Pedrosa
 
O grupo organizou dois Simpósios sobre o tema "Pensamento teórico-crítico sobre o contemporâneo", dentro das Jornadas Andinas de Literatura Latino-americana, o primeiro na UFF, em 2010, o segundo na Univ. de Cáli/Colômbia, em 2012. A proposta desses simpósios convida à reflexão sobre as relações que travamos com o tempo e no tempo que chamamos de nosso. Em função disso, o valor de contemporaneidade nela referido pressupõe não simplesmente o pertencimento a um contexto cronologicamente delimitado, mas sim uma operação de leitura que problematize esse pertencimento, esse contexto e seus limites e referências temporais. A partir desse pressuposto, seu objetivo é a avaliação de Os Simpósios reuniram pesquisadores de diferentes universidades nacionais - UFF, UFSC, UFMG, UFCG, UNISUL, PUC-RJ, UERJ, UNIFESP- e estrangeiras - Univ. de Rosário e de Buenos Aires, na Argentina, e de Iowa, nos EUA. A partir deles, formou-se grupo de trabalho que organiza para abril de 2013 simpósio na UFSC, visando à discusssão de material para elaboração ocletiva de um livro-glossário ocm ensaios sobre diferentes conceitos importantes para a reflexão sobre o contemporâneo, a ser publicado no primeiro semestre de 2014.
 
 Para mais informações sobre o Grupo de Pesquisa no Diretório de Grupo de Pesquisa do CNPq, clique aqui.